quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Os Nossos Outros Valores - XXXIV

"A fortuna acumulada da Vinicultuna conta-se por algumas notas escondidas no forro dos colchões velhos onde calhou dormirmos."

"Até prova em contrário, a Vinicultuna não acredita na existência do Japão."

4 comentários:

maximum morsae disse...

Continuo em busca de provas... Penso que um Pote de Banha japonesa sera mais do que suficiente. Sera dado a provar aos caloiros, que confirmando a sua insalubridade, entrarao num extase tal que so com muita paciencia e vinho sera possivel que regressem ao normal(seja ele qual for).

Pissæ Cubis disse...

O japão é único país onde não há padarias! Porque jápão!

soushomensourratos disse...

para mim uma sumoka assada na brasa com uma maçã na boca era mais do que suficiente. tenho dito

maximum morsae disse...

Ha padarias, mas estao escondidas, so se abrem a quem souber a palavra magica. Lembro-me que na ultima digressao encontramos a palavra magica, mas a palavra magica estava escrita no rotulo do Pote de Banha que os caloiros perderam no alto-mar. Consegui encontrar outra palavra magica, mas para tal tive que beber 4 garrafas de Sake em menos tempo que leva a cozinhar o peixe cru... e isto so para provar que pertencia a Vinicultuna!