sexta-feira, 28 de maio de 2010

Dos Tuparões

"(...)Desta gente fomos muito melhor agasalhados que das outras nações, porque os mais dos dias nos banqueteavam. E porque num banquete destes, em que todos os nove nos achámos com o embaixador, um dos nossos, de nome Francisco Temudo, lhes levou vantagem no beber, quase injuriados por isto, e havendo-o como muito grande afronta, fizeram o banquete mais comprido para restaurarem sua honra; porém o português se deu tal manha com vinte deles que então estavam à mesa, que todos ficaram deitados à costa, e ele ficou muito inteiro. E depois que tornaram em seu acordo, o sapitou, que era o capitão deles, em cuja casa se dera o banquete, mandou chamar todos os seus, que seriam de trezentos homens para cima, e pondo o português, por muito que lhe pesasse, em cima de um elefante, o levaram por toda a cidade, acompanhado de infinita gente, com muitos tangeres de trombetas, e tambores, e de outros instrumentos, e o capitão, e o embaixador, e nós com todos os bramás detrás dele a pé com ramos nas mãos , e dois homens a cavalo, que em vozes muito altas iam dizendo:

- Louvai, gentes , com alegria, os raios que procedem do meio do sol, que é o deus que nos cria os nossos arrozes, por vos chegar o tempo em que, vísseis em vossa terra um homem tão santo que bebendo mais que quantos nasceram no mundo, derrubou as principais vinte cabeças da nossa quadrilha, para sua fama ser aumentada em todos os dias.
(...)"

da Peregrinação, de Fernão Mendes Pinto

domingo, 23 de maio de 2010

Sarau de Biomédicas 2010 - Vinicultuna de Biomédicas - Tinto

Para todos aqueles que, por motivos de força maior, não lhes foi permitido estar com a Vinicultuna no último sarau de Biomédicas...

video

... fica o vídeo da nossa performance.

domingo, 16 de maio de 2010

Ecos do Meu Ouvido

Música:
"A Bia da Mouraria"
Seguindo o critério usado por ocasião da eleição do Top-10 Musical da História da Vinicultuna, o título introduzido não precisa de ser o original, antes aquele pelo qual conhecemos ou mais facilmente reconhecemos a música. neste caso "A Bia e o Chico", ou "O Chico das Cautelas" também estariam correctos.

Parte que Ecoa:
"Ai, qualquer dia, a Senhora da Saúde vai ser pequena de mais."
Também neste segundo item, o rigor não é essencial. Se o eco não respeita a métrica ou a letra, é indiferente. Interessa reproduzir o que ouvimos e ouvimos e ouvimos e ouvimos e ouvimos e ouvimos por adentro das orelhas.

Origem (do Eco, não da Música):
"Nasci Para o Fado, concurso televisivo transmitido fez ontem 8 dias, que elegeu os fadistas que integrarão o próximo musical de Filipe La Féria "Fado, História de Um Povo". Cantava uma menina dedoze anos, de voz rouca."
Aqui sim. Rigor e Franqueza. Sejam sinceros. A Verdade não envergonha.

Duração:
Cerca de 5 dias. Causando desconforto entre o 2º e o 3º dia.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Do Vinho e da Empatia entre Utentes e Funcionários do Sistema Nacional de Saúde - XXXIV

A Familiar do Utente do Sistema Nacional de Saúde
"Teve agora outro percalço."

O Utente do Sistema Nacional de Saúde, há 2 anos a braços com uma cadeira de rodas e uma prótese da anca estragada; há outros tantos com um B-PAP, que foi o que o safou mais o ter tocado Trombone na Filarmónica (VIVA A MÚSICA!); há 89 anos e 10 meses a lidar consigo mesmo, mais rins, pulmões e coração; e desde há pouco com um ombro empenado, pois foi o que lhe rendeu o percalço :
"Agora no Carnaval, tive uma queda. Mas não foi da Bebedeira."

terça-feira, 4 de maio de 2010

Do Fim da Noite (Parte Qualquer Coisa)

E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses oceanos
E por vezes os braços que apertamos
nunca mais são os mesmos E por vezes

encontramos de nós em poucos meses
o que a noite nos fez em muitos anos
E por vezes fingimos que lembramos
E por vezes lembramos que por vezes

ao tomarmos o gosto aos oceanos
só o sarro das noites não dos meses
lá no fundo dos copos encontramos

E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes por vezes ah por vezes
num segundo se envolvam tantos anos.


David Mourão-Ferreira